Superstições de Ano Novo: Por que não pode comer aves?
  • Por -

Superstições de Ano Novo: Por que não pode comer aves?

 

No final de ano, quando chega a festa da virada, todos se deparam com diversas superstições que quase são tradicionais nestas datas. Uma delas é que não pode comer aves que ciscam para trás, mas por que será?

Já reparou que para começar um novo ano todos planejam coisas novas, fazem metas e planos para uma nova vida? Bem, é normal que isto aconteça, uma vez que nossa vida acontece em ciclos, fases e novos momentos. Por isso um novo ano é visto também como uma nova oportunidade.

As superstições e crenças fazem parte do cotidiano dos brasileiros desde sempre. E na virada é que não pode faltar boas mandingas para que o ano novo chegue com prosperidade, com as energias renovadas e as melhores oportunidades.

Vamos entender um pouco mais sobre a superstição da carne de aves.

Como do novo ano espera-se uma vida renovada, as pessoas buscam por símbolos que irão servir como uma mensagem ao universo para que sejam atendidas.

Por isso, na virada de ano tudo é muito simbólico, as comemorações, as vestes e a comida. E a carne de aves que ciscam para trás são proibidas! Isso porque ninguém quer trazer para a sua mesa e para seu corpo um animal que simbolicamente está representando o passado.

O fato do animal ciscar para trás é figurativamente uma mensagem de ir para trás, voltar ao início ou retroceder, muito contrário de evoluir e buscar novas oportunidades.

Portanto, os brasileiros costumam buscar outras formas de deixar a sua ceia mais receptiva ao novo ano. A carne suína é muito bem vinda, porque o porco fuça para frente, está aí um ótimo símbolo para começar o ano!

Outras superstições da virada

Como vimos, as festividades de ano novo são cheias de crenças, vamos agora conhecer outros elementos que constituem a ceia e a virada de ano.

Lentilha - É um alimento bem comum na ceia e representa a prosperidade, abundância e dinheiro. Além de comer, algumas pessoas costumam guardá-las em sua carteira para que não falte dinheiro. É quase uma tradição na ceia de Réveillon dos brasileiros, porém essa crença tem origem na Itália e chegou aqui pelos imigrantes italianos.

Uva - As frutas no geral são muito bem vindas na mesa da virada. Porém a uva é a estrela delas e também é carregada de crenças e rituais. Alguns costumam comer doze gomos de uva, um para cada mês ou guardam as sementes. Os costumes em torno da uva variam, mas o seu significado, assim como a lentilha, é a prosperidade. Acredita-se que essa crença tenha surgido em Portugal, porém é comum em muitos países europeus e na América Latina.

Romã - Outra fruta muito apreciada nas festividades de final de ano. A romã também é símbolo da prosperidade e as sementes são utilizadas em mandingas. O uso mais conhecido das sementes de romã é para guardá-las na carteira, alguns embrulham as sementes e levam à carteira no dia de Reis. Essa crença tem origem Árabe e é muito difundida no Brasil e outras partes do mundo.

Folha de Louro - A folha de louro é muito utilizada em diversas simpatias para atrair dinheiro e, é claro, não pode faltar no final de ano. Costuma-se guardar algumas folhas na carteira durante todo o ano. A origem do uso do Louro é muito antiga, desde a idade média o loureiro é um símbolo da fortuna e abundância.

Vestimento - Já sabemos que as cores impactam muito em nosso humor e, simbolicamente, elas também expressam características que buscamos atrair. Por isso, a cor branca é a mais comum nas vestes de final de ano, isso porque simboliza a paz, o equilíbrio mental e clareza.

Outras cores também são utilizadas nas roupas conforme o propósito daquilo que se deseja atrair. As pessoas costumam utilizar em camisas e blusas, mas também em peças íntimas.

Champanhe e espumantes - As bebidas de fim de ano também fazem parte das superstições. Não é difícil entender o uso de champanhes e espumantes, já que são utilizados para comemorar, brindar e simbolicamente pode representar a receptividade ao novo. Estar disposto a receber com alegria as novas oportunidades do ano vindouro.

Agora você já conhece as crenças que fazem parte de ano e pode agregar em suas festividades de Réveillon. O mais importante sobre todas as crenças é a fé que temos na sua funcionalidade. Os símbolos fazem parte de nossa vida e nosso cotidiano o tempo todo, saber usá-los a nosso favor pode ser uma alternativa para atrair o que desejamos, por isso sua importância.

Beatriz Cavalheiro

Beatriz Cavalheiro

Sobre a autora

Beatriz é estudante de Letras e encantada nos estudos sobre assuntos relacionados ao autoconhecimento por meio da astrologia.